Replan, em Paulínia, terá investimento de R$ 2,2 bilhões da Petrobras até 2025





Replan terá investimento de R$ 2,5 bilhões até 2025, em Paulínia (Foto: Luciano Claudino/Código 19)

A Replan (Refinaria de Paulínia) anunciou nesta terça-feira (3) o investimento de cerca de R$ 2,2 bilhões da Petrobras até 2025. A informação foi divulgada durante uma coletiva de imprensa.

De acordo com a refinaria, os recursos serão destinados à construção de uma nova unidade de HDT (Hidrotratamento de Diesel).  

 Segundo a Replan, os investimentos pretendem atender à demanda por produtos com menores emissões, aumentando a eficiência energética e o desempenho operacional da unidade em Paulínia.





Essa construção deve gerar cerca de três mil novos empregos, adiantou a refinaria.

O PLANO

O Plano Estratégico 2022-2026 da Petrobras prevê que a nova unidade de HDT terá capacidade de produzir, por dia, 10 milhões de litros de Diesel S-10, que é um combustível com uma quantidade menor de enxofre e mais puro.

“Com esse projeto, todo o óleo diesel produzido na Replan será de baixo teor de enxofre (S-10) e permitirá o aumento de produção de querosene de aviação (QAV)”, explicou o gerente geral da refinaria em Paulínia, Rogério Daisson.

Segundo a Replan, a operação está prevista para acontecer em 2025, com a chegada de um investimento de R$ 2,2 bilhões.





PROGRAMA REFTOP

Os investimentos destinados à Replan ainda preveem melhorias na empresa através do programa RefTOP (Refino de Classe Mundial).

Do R$ 1,5 bilhão destinado à iniciativa, R$ 450 milhões serão implantados em projetos voltados à maior geração de valor, melhoria na eficiência energética e aumento de disponibilidade operacional, incluindo o uso intensivo de tecnologias digitais.

REFINARIA DE PAULÍNIA

Segundo a Replan, a refinaria em Paulínia corresponde a 20% do processamento de petróleo da Petrobras, sendo a maior do país em capacidade de processamento. De acordo com a empresa, mais de 70% do total processado é proveniente do pré-sal.

Além disso, a empresa atende a 30% do território brasileiro e 55% do estado de São Paulo. Entre os principais produtos produzidos estão diesel, gasolina, querosene de aviação, asfaltos, GLP e propeno, dentre outros derivados do petróleo.

Ao todo, a empresa conta com 959 empregados próprios e 65 empresas prestadoras de serviços de rotina, somando cerca de 3,3 mil colaboradores.

Inaugurada em maio de 1972, a Replan possui capacidade de processar 69 milhões de litros de petróleo por dia, equivalente a 20% de tudo o que é processado pela Petrobrás em suas refinarias.